Saiba Como Prevenir a Candidíase

De fato, 75% das mulheres um dia hão de contrair a candidíase, afirmam os especialistas no assunto, e essa probabilidade aumenta assustadoramente no verão.

Isto acontece, porque o fungo causador dessa doença necessita de um local quente e escuro para se proliferar.

No entanto, quando não há tais condições propícias, ele deixa de se proliferar causando nenhum problema para saúde.

coceira na região genital

O ambiente ideal para a proliferação do fungo é o calor, transpiração em excesso e dificuldade para arejar a pele. Por esse motivo existe uma maior incidência da candidíase no verão.

Candida albicans, esse é o nome do fungo causador dessa doença, normalmente ele vive no intestino, porém pode ser encontrado no estômago, na bexiga, e na vagina.

Quando há a mudança nesses ambientes a multiplicação dos fungos torna-se favorável, acontecendo a infecção.

O sintoma inicial é a coceira na região genital, fazendo com que a pessoa coce causando feridas na pele e sentindo dor ao urinar.

É possível aliviar esse desconforto causado por essa situação, basta que lave o local com o chá de camomila três vezes ao dia. Faça o chá da seguinte forma: coloque três saquinhos do chá em um litro de água, deixe esfriar e depois banhe o local.

É importante salientar que além de coçar o local geralmente fica inflamado causando um corrimento que pode ser branco ou amarelado, mas que em raríssimos casos pode ser esverdeado, esse corrimento tem a característica de leite coalhado.

corrimento vaginal

Como há uma maior incidência da doença no verão alguns cuidados devem ser tomados para evitá-la:

  • Caso vá passar horas na praia ou na piscina, troque a parte de baixo da roupa de banho quando sair da água. Assim você evita o contato prolongado com o biquíni molhado, que é úmido e justo.
  • Reforce a alimentação. Uma dieta equilibrada melhora as defesas naturais do corpo. E dê preferência a iogurtes probióticos, pois eles têm lactobacilos parecidos com os micro-organismos da vagina e ajudam a reequilibrar a flora.
  • Faça a higiene da região genital com pouco sabão e use maior quantidade de água possível. Para enxugar, use somente papel higiênico, de preferência um que não se dissolva, desse modo você não agride o local. E faça sempre a limpeza indo da vagina para trás, pois o movimento contrário vai contaminá-la com os micro-organismos do intestino
  • Use calcinhas mais leves, de algodão ou microfibra, que ajudam a manter a região arejada. Além disso, evite usar calça jeans, porque roupas muito justas ou grossas estimulam a transpiração e irritam a região genital, principalmente no verão.
  • Evite usar o protetor diário. Isso vale principalmente para as mulheres que são mais úmidas na região genital. O absorvente deixa a área abafada e mantém a umidade. Caso o excesso de corrimento incomoda você, leve uma calcinha extra na bolsa e troque-a ao longo do dia.
  • Evite o excesso de carboidratos, como pães, massas e doces. A glicose desses alimentos é o combustível para o fungo que causa a candidíase.
  • Lave a calcinha no banho, desde que você a estenda em seguida no varal, não a deixe secar no banheiro pois a umidade desse local, favorece o fungo. Depois, passe ao menos a parte debaixo da calcinha, que ficará em contato direto com a vagina. O calor do ferro mata os micro-organismos

Mesmo algumas mulheres tomando alguns cuidados, a candidíase costuma ficar indo e voltando o que torna uma situação muito complicada e horrível para as mulheres.

Aprenda mais a como acabar com a candidíase de uma vez por todas.